PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

interCiência: 42 vezes 42

O Scienceblogs Brasil está promovendo um amigo secreto científico com troca de textos anônimos entre os blogues participantes, o interCiência. Confira abaixo o que meu cientófilo oculto coligiu de curiosidades sobre a resposta para a vida, o universo e tudo mais. Quem será o autor ou a autora desta quadrigintadueta compilação?

----------------
42 vezes 42

A célebre frase "com a lei, pela lei e dentro da lei; porque fora da lei não há salvação. Eu ouso dizer que este é o programa da República" foi proferida por Rui Barbosa, aos 42 anos.

Um taco oficial de beisebol pode ter no máximo 42 polegadas.

Quando Edwarda O'Bara morreu no final de 2012, ficou estabelecido um novo recorde para coma mais longo: 42 anos.

O seriado de animação Os Simpsons é escrito e produzido no prédio 42 do pátio da Fox Broadcasting Company.

O elemento de número atômico 42, molibdênio, é o 42° elemento mais comum no sistema solar.

A média de duração dos álbuns (de estúdio, não-póstumos) do Led Zeppelin é 42 minutos.

O primeiro livro impresso em massa, a famosa Bíblia de Gutemberg, tinha 42 linhas por página.

Tradicionalmente, uma viola (da família do violino e não o exemplar de dez cordas parente do violão) tem um comprimento médio de 42 centímetros.

A nota máxima na Olimpíada Internacional de Matemática é 42 pontos.

Em 1971, 42 anos atrás, ocorreu o infame experimento da prisão de Stanford.

O ângulo máximo de refração da luz (em gotas d’água) que forma os arco-íris é 42 graus.

Em 2010, a revista Forbes classificou Steve Jobs como o 42ª americano mais rico. No ano seguinte foi lançada sua biografia autorizada com 42 capítulos.

Marie Curie isolou o rádio metálico puro com sucesso aos 42 anos.

Segundo o FBI, no ano de 2011, a cada 42 segundos em média uma pessoa foi presa nos EUA por porte de maconha.

Uma tonelada de petróleo libera uma energia equivalente a aproximadamente 42 gigajoules.

Uma regra geral em locução profissional de rádio diz que um spot de dez segundos contém 42 sílabas.

De acordo com a edição de novembro de 2012 do "Boletim do Desmatamento" do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), 42% da área desmatada na Amazônia Legal se deu em assentamentos de reforma agrária.

No ano passado, a aranha Nefertiti foi lançada ao espaço (e trazida de volta em segurança), onde percorreu aproximadamente 42 milhões de milhas.

Carl Sagan ajudou a desenhar os discos de ouro que foram levados pelas sondas Voyager I e II, lançadas quando ele tinha 42 anos.

Existem 42 territórios no jogo de tabuleiro War.

Dia 15 de janeiro de 2013, Kimiko Date-Krumm se tornou a tenista mais velha a ganhar uma partida no Australian Open, aos 42 anos.

No filme de animação Procurando Nemo, o endereço do consultório odontológico onde Nemo está sendo mantido é 42 Wallaby Way, em Sydney.

O tamanho médio do pé masculino europeu é pouco mais que 26 centímetros, ou, um sapato de número 42.

Em dois clássicos da ficção científica vitoriana, a página 42 traz revelações importantes da trama: em Dracula, Jonathan Harker descobre que é prisioneiro de um vampiro e em Frankenstein, o cientista epônimo revela ser capaz de criar vida.

Ainda em outro clássico, Romeu e Julieta, a poção que a trágica heroína toma para ficar “num estado semelhante à morte”, a deixaria em coma por 42 horas.

Durante um julgamento em Alice no País das Maravilhas, o rei afirma que a regra 42, que reza “todas as pessoas com mais de uma milha de altura devem abandonar a corte” é o “artigo mais antigo do código”.

Cães adultos têm 42 dentes, sendo 12 incisivos, 4 caninos, 16 pré-molares e 10 molares.

O percurso de uma maratona é de pouco mais de 42 quilômetros.

De acordo com cálculos, uma viagem num trem gravitacional (hipotético meio de transporte entre dois pontos da superfície do planeta através de um túnel em linha reta) duraria aproximadamente 42 minutos.

O estado australiano da Tasmânia, cortado pelo paralelo 42 sul, é assim nomeada por causa de Abel Tasman, primeiro europeu a registrar sua existência, em 1642. Duzentos anos depois, em 1842, sua capital, Hobart, é declarada como cidade.

O ponto de ebulição do propano também é 42 graus centígrados negativos.

42 é o resultado da soma de três quadrados: 1² + 4² + 5².

Na tabela ASCII, o asterisco (comumente conhecido em computação como "caractere coringa" por seu uso em substituições de outros caracteres) ocupa a posição 42.

De acordo com um documentário do canal National Geographic, houve 42 tentativas de assassinar Hitler.

42 é um número esfênico - ou seja, é igual ao produto de três números primos (2, 3 e 7).

O 42º dígito de Pi e seu subseqüente formam o par 93. O 93º dígito de Pi e seu antecedente formam o par 42.

O calendário islâmico (ou hegírico), por ser estritamente baseado no ciclo lunar, está aproximadamente 42 anos defasado em relação ao ciclo solar (estações do ano).

11 de fevereiro, o 42º dia do ano, é lembrado internacionalmente como o dia da libertação de Nelson Mandela (1990) e da posse da Dama de Ferro, Margareth Thatcher (1975).

Em contraponto, a 42 dias do fim do ano (19 de novembro), é observado no Brasil o Dia da Bandeira e, ao redor do mundo, o peculiar Dia Internacional do Homem.

O período Paleógeno, que viu a explosão evolutiva dos mamíferos, durou 42 milhões de anos.

Apesar da miríade de partidos políticos que surgiram e se desmancharam no Brasil ao longo os anos, nunca houve um de número 42.

Aos 42 anos, Douglas Adams escalou o Monte Kilimanjaro vestindo uma fantasia de rinoceronte.
----------------

[Este texto é parte da primeira rodada do InterCiência, o intercâmbio de divulgação científica. Saiba mais e participe em: http://scienceblogs.com.br/raiox/2013/01/interciencia/]

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

P: Quanto vale um cientista? R: Menos do que você e eu esperávamos, ao menos para a Elsevier.

A mesma Elsevier que é alvo de boicote por um grupo de pesquisadores pelo que consideram prática abusiva de comercialização de conhecimento científico resolveu dar uma investida para adquirir o serviço de compartilhamento de artigos científicos, o Mendeley.

A possível aquisição já levanta discussões: por exemplo, a editora nederlandesa pode encrencar com a questão dos copirráites e tornar o compartilhamento bastante restrito e fica também a questão dos dados pessoais, como a publicadora os usará? Uma comparação interessante, no entanto, pode ser feita com a cartada da Elsevier.

O Facebook teve seu capital aberto no primeiro semestre de 2012, com uma IPO (oferta pública inicial de ações) no montante de 104 bilhões de dólares. O número de usuários era estimado em 995 milhões de pessoas por todo o mundo. O que significava um valor de US$ 104 per capita.

A oferta pelo Mendeley, com uma base de 2,1 milhões de usuários, é de US$ 100 milhões. Isto é, US$ 47,6 per capita.

Claro que há vários aspectos que precisam ser levados em conta na comparação dos valores. Fiz um resumo com minha avaliação de alguns parâmetros (Figura 1).

Figura 1. Análise comparativa de parâmetros comerciais para o Mendeley e o Facebook.

Poder aquisitivo
Obviamente não sou um especialista de mercado, mas me parece que a comunidade de usuários do Mendeley (ML) tem um poder aquisitivo médio maior do que o dos usuários do Facebook (FB). A maioria dos usuários do ML têm nível de ensino superior, trabalham em universidades e centros de pesquisa, esse grupo costuma ter uma renda mais alta nas sociedades. Além disso, têm acesso a verbas de pesquisa, podendo usá-las para equipar e abastecer os laboratórios em que trabalham.

Gama de produtos e serviços
O público do FB é mais amplo tanto numericamente como socioeconômica, cultural e etariamente. Uma gama maior de produtos e serviços tendem a ser demandados. Mais empresas podem se interessar em suprir essas demandas.

Preço unitário
Em parte está ligado ao poder aquisitivo - quem tem mais dinheiro pode comprar produtos mais caros. Mas produtos para pesquisa tendem a ter um preço unitário maior do que produtos consumidos no dia a dia. Sim, um carro é muito mais caro do que uma caixa de eppendorf; mas, na média, o valor do tíquete dividido pela quantidade de itens tende a ser maior.

Segmentação
De um lado, a maior homogeneidade do público do ML significa uma variedade menor dode gama de produtos e serviços. Por outro, significa que as empresas terão uma vitrine bem mais focada. Em parte essa vantagem do ML pode ser compensada pelo FB ao permitir filtrar o público pelos dados do formulário de cadastro.

Conversão em vendas
Uma segmentação maior pode significar uma exposição mais bem focada e, portanto, maior probabilidade de conversão em vendas de produtos e serviços. Mas também tem o fator de compra por impulso. Produtos para pesquisa tendem a ter baixa probabilidade de compra por impulso ("olha, eu vi no catálogo um envelope com 10 mg de Taq liofilizada e não resisti"). Em parte pode ser compensada com produtos de consumo pessoal de linha bem especializada (como sabonetes alusivos a culturas microbiológicas e outras quinquilharias nerdes).

Fidelidade
Maior foco permite a apresentação de produtos mais bem direcionados, o que facilita a fidelidade. Cientistas não trocam de fornecedor a toda hora - em parte, por causa dos preços não variarem tanto assim (há cartelização forte em muitos setores ou mesmo oligopólios e monopólios, com as patentes); em parte porque não são eles que estão pagando, então a outros fatores como qualidade, agilidade e confiabilidade pesam mais.

Exposição
Naturalmente, com um número de usuários muito maior, tende a haver maior exposição no FB. Além disso, a mídia de noticiário geral tende a cobrir melhor os eventos que ocorrem no FB do que em redes sociais menores e mais segmentadas.

Viralização
Maior exposição e maior base de usuários facilitam a viralização. Embora em um público mais homogêneo algo que seja viral tende a se espalhar mais completamente e ter maior penetração relativa.

Prestígio
Com um público que tende a ter uma melhor posição socioeconômica, o prestígio da rede tende a ser maior.

Há vários outros fatores que não foram levados em conta - como facilidade da plataforma para ecommerce e o modelo de negócio aplicável - e outros que nem sequer imagino que existam e influenciem.

Mas, no geral, acho que a Elsevier está jogando o preço do Mendeley muito para baixo. Um cientista valer, comercialmente, menos da metade do que um cidadão aleatoriamente* tomado da população é forçar a amizade.

*Upideite(18/jan/2013): Não é tão aleatório, claro, já que a distribuição de acesso à internet é heterogênea.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Isto é um experimento: As postagens menos visitadas do Gene Repórter

Rankings existem em quase todo lugar sobre quase todo assunto - futebol, economia, universidades, mulheres, homens, livros... Com música não é diferente e quase toda, senão toda, rádio tem sua lista de mais pedidas. Mas o quanto uma música não ganha destaque justamente por aparecer entre as mais pedidas? O chamado jabá é muito conhecido - dinheiro ou outra forma de bonificação dado às rádios pelas gravadoras para divulgar certos trabalhos e artistas. E no filme Dois Filhos de Francisco há uma cena em que o pai (Francisco) faz com que amigos liguem sem parar para uma rádio local pedindo para que uma canção de seus filhos (Zezé di Camargo e Luciano) seja tocada - levando a parada de sucessos. Então o quanto que o consumo de uma música - por exemplo, a compra de álbuns ou download de arquivo - está vinculado à qualidade musical percebida e o quanto está ligado à exposição dada por listas de mais vendidas, tocadas, pedidas?

A equipe liderada por Duncan Watts criou o projeto MusicLab, que permitiu medir a influência da exposição às listas. Funcionava como uma rede social em que os usuários podiam baixar arquivos de áudio. A quantidade de downloads era medida e uma lista das mais baixadas era exibida aos usuários. O MusicLab, no entanto, era dividido em "mundos" isolados - várias comunidades fechadas, em que usuários de uma comunidade não tinham acesso ao que ocorria em outra. Cada "mundo" funcionava como uma repetição independente. A quantidade de downloads nas comunidades quando a lista não era exibida serviu como um indicador de qualidade intrínseca de cada obra. Quando os usuários tinham acesso à lista, apesar de haver alguma tendência de músicas mais bem qualificadas estarem mais bem posicionadas, isso nem sempre ocorria. Com frequência a ordem de consumo era alterada, indicando a influência da simples listagem. Em cada comunidade, a influência social produzia listas bastante distintas de músicas mais baixadas.

É possível, então, que listas de textos mais lidos em sítios web tenham o mesmo efeito de retroalimentação positiva ou profecias autorrealizadoras (ou o segredo de Tostines): textos mais lidos tenderiam a ser os textos ainda mais lidos e se eternizarem em uma lista global (sítios e portais de notícias ressetam a lista de tempos em tempos para evitar esse feito, mas não evitam o efeito da pura influência social) e ampliar o fosso entre os mais e os menos lidos. Uma forma alternativa de fazer listas de textos em uma retroalimentação negativa seria listar os textos *menos* lidos.

Do GR, os dez textos menos lidos de todos os tempos são:

  1. Semana Darwin 200 - II
  2. The burdens of being upright*
  3. The Greatest Show on Earth: Resultado do sorteio
  4. Mala influenza - 2
  5. Mala influenza - 10
  6. Mala influenza - 5
  7. Mala influenza
  8. Mala influenza - 12
  9. Mala influenza - 9
  10. Sing Along: Science is golden

Serão ruins - ou piores do que os mais lidos - ? Talvez uma variação do paradoxo dos números desinteressantes possa ser formulada: em uma lista de textos desinteressantes, haverá um texto menos interessante, o que faz dele um texto interessante, logo deve ser tirado da lista; na nova lista, haverá um novo texto menos interessante e assim por diante...

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Nem tudo que doureja é lúzio 4

Mais gaiata ciência.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails