PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Mapa (interativo) de surtos de doenças preveníveis por vacinação

Mapa interativo de surtos de doenças preveníveis por vacinação.

Via Kentaro Mori FB.

Upideite(22/jan/2013): Dá para correlacionar os mapas de surtos de doenças com o mapa de sentimentos negativos em relação à vacinação. (Dados de monitoramento de redes sociais entre julho e novembro de 2013. Fonte: Healthmap.org)

Upideite(24/jan/2013): Considerando-se apenas os países para os quais houve registros de sentimentos negativos em relação à vacinação, podemos correlacionar o número de comentários negativos (ND) com: a) o total de atingidos casos nos episódios de surtos em cada país (NC) e b) o número de usuários de redes sociais (no caso, o Facebook - fonte: Internet Wolrd Stats) em cada país (FB). Na figura abaixo, os números foram transformados em logaritmos naturais e tomaram-se a média entre os países com o mesmo número de comentários negativos.


Não é de se surpreender a correlação entre o número de comentários negativos e o total de usuários de redes sociais (r = 0,85) , mas há correlação também entre o número de usuários de redes sociais e o total de pessoas atingidas nos episódios de surto (não mostrado, r = 0,73). Uma explicação possível é que, de modo geral, países com maiores populações têm mais usuários de redes sociais e também em populações maiores episódios de surtos podem fazer mais vítimas. Assim, o número de comentários negativos pode ter pelo menos duas explicações: simplesmente o tamanho populacional, quanto mais pessoas, haverá mais pessoas criticando ou os episódios de surtos podem levar a uma piora na avaliação das vacinas. Uma relação invertida também pode ser aventada: mais comentários críticos seriam um indicador de uma menor disposição à vacinação, aumentando a exposição aos casos de surto.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails