SOS - ESPÍRITO SANTO

Como ajudar as vítimas da enchente no Espírito Santo.

sábado, 24 de março de 2012

Por que investir em ciências? Uma palavra: Embrapa

Complementando a postagem anterior em que comento de passagem minha preocupação com os cortes de investimentos em CT&I.

Mês que vem deve ser publicado o Balanço Social da Embrapa de 2011. No de 2010, registra-se que os R$ 1.941.173.948,11 aplicados no orçamento da empresa corresponderam a um valor de R$ 17.672.803.529,00 de retorno em tecnologias desenvolvidas e transferidas. Mais de 9,1 vezes o valor investido. O gráfico abaixo mostra a evolução do investimento realizado na Embrapa e o retorno obtido.


Figura 1. Evolução dos investimentos e retornos na Embrapa. ROL - receita operacional líquida (repasses da União, receita com vendas de produtos e serviços, restituições e outros); TD - valores correspondentes à tecnologia desenvolvida e transferida à sociedade. Fontes: Balanços Sociais da Embrapa.

Havia analisado antes a importância de se investir em ciências. O exemplo da Embrapa é bem ilustrativo. Em uma avaliação do projeto Fapesp PIPE (Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas) entre 2007 e 2009, cada real investido resultou em um retorno de 6 reais.

Gostaria de ver balanços sociais de outras instituições de pesquisa e desenvolvimento - especialmente as públicas. Alguém sabe se tem de universidades federais e estaduais (da USP em particular)? Claro, fazer balanço de universidades de pesquisa deve ser bem mais complicado, especialmente para avaliar os inúmeros projetos de extensão. (Sim, há dimensões outras a se considerar além dos ganhos econômicos, porém mesmo aqui é possível vislumbrar que os cortes no orçamento de CT&I realizados nos últimos anos poderá ter um impacto negativo bem maior.)

Upideite(24/mar/2012): Via @ciencianamidia, editorial do Estadão sobre os 30 anos da Embrapa, sua importância e os desafios frente às multinacionais e a tecnologia transgênica.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails