PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

domingo, 20 de julho de 2014

"Houston, Tranquility Base here. The Eagle has landed."

A 16 de julho de 1969, propelida pelo empuxo de 34.020.000 N dos motores do Saturn V, a missão tripulada Apollo 11 decolava do Centro de Operações de Lançamento (atual Centro Espacial John F. Kennedy) rumo à Lua. Quatro dias depois, o módulo lunar Eagle pousaria na superfície de nosso satélite natural, com pouco mais de 25 segundos de combustível restantes. Nove horas depois, já no dia 21, Neil Armstrong se tornaria o primeiro ser humano a pisar no regolito lunar - sob olhares atentos de uma audiência global estimada de 600 milhões de pessoas que assistiram à façanha ao vivo (naturalmente, não em HD).

Buzz Aldrin desceria depois. Michael Collins, no módulo orbital Columbia, não teria essa oportunidade. Em duas horas e meia na superfície da Lua, Armstrong e Aldrin instalaram alguns equipamentos científicos como um sismógrafo passivo (pelo que sabemos, não descobriram que a Lua era um ovo gigante de monstro devorador de montanha) e um retrorrefletor - que, refletindo o laser emitido da Terra, permite calcular com extrema precisão a distância até a Terra. De volta para casa, trouxeram mais de 20 kg de amostras de solo e rocha lunares. Deixaram para trás também, além de pegadas, dos equipamentos e da base do módulo de pouso, uma bandeira americana e uma placa com o mapa da Terra e os dizeres:

"Here men from the planet Earth first set foot upon the Moon, July 1969 A.D. We came in peace for all mankind."
["Aqui, homens do planeta Terra pisaram pea primeira vez na Lua, Julho 1969 d.C. Viemos em paz em nome de toda a humanidade."]

Vídeo 1. Aproximação final e pouso do módulo lunar Águia da missão Apolo 11.
Fonte: Wikimedia Commons.

Efeméride na blogocúndia cientófila lusófona:

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails