PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Não-resenha: "Darwin Sem Frescura". Reinaldo José Lopes & Pirula 2019.

Obra: "Darwin sem Frescura"
Autores: Reinaldo José Lopes & Pirula
Ano: 2019
Pp: 256.
Ed: HarperCollins
ISBN: 0000185574.

--------------------
O Reinaldo José Lopes e o Pirula escreveram um livro a... eu ia dizer que acho a expressão "a quatro mãos" engraçada porque a gente só usa uma das mãos pra escrever, mas me lembrei que o manuscrito foi escrito no computador e a maioria das pessoas usa as duas mãos (mesmo pra catar milho), então seriam mesmo "quatro mãos" como o Reinaldo fala, mas, enfim, o livro foi escrito em parceria pelos dois.

Abaixo vai uma apresentação da obra pelo próprio Pirula.


À medida que surgirem resenhas e outros vídeos, áudios e textos comentando sobre o livro ponho numa lista aqui mesmo nesta postagem. A obra já está em pré-venda na Amazon (os primeiros 1.000 exemplares vêm com direito a autógrafos).

Manterei minha política de não resenhar obras de amigos - não é uma política rija, mas, enfim, é uma politica. É o primeiro livro do Pirula (e cometo a indiscrição de dizer que não será o último) e nem de longe é o primeiro do premiado Reinaldo (como Pirula fala no vídeo), ambos são mais do que gabaritados tanto para manter a correção científica das informações apresentadas no texto como para produzir uma obra atrativa para o público não especializado (tive o privilégio de ler o manuscrito informalmente, jargões não são atirados a esmo, quando palavras mais técnicas são mencionadas, vem com a devida explicação do significado).

O que noto é que, embora livros de divulgação científica (ainda que com altos e baixos) nunca tenham deixado de ser publicados (desde a introdução da prensa de tipos móveis na Europa), mesmo obras em português e de autores brasileiros, dá pra (ao menos tentativamente) colocar esse lançamento no que identifico como um certo reaquecimento da DC brasileira - ao menos a DC internética. É meio paradoxal colocar uma obra em meio tradicional, ainda mais um físico, dentro de um movimento eminentemente digital, mas - em um contexto maior é um movimento que engloba não apenas a DC, p.e. Kéfera foi pros cinemas e TV, vários YouTubers lançaram livros... - parece estar dentro de uma possível onda de agitação entre os comunicadores de ciência e afins (dentro do quê o bochincho em torno da proposta da Nil Moretto também se encaixa). Não um movimento institucionalmente centralizado, nem mesmo motivado primordialmente pela academia, mas um sentimento que parece perpassar a comunicação entre os próprios divulgadores independentes. (Acho que interessados em estudar a DC teriam uma boa hipótese para averiguar aí, hein?)

O Atila Iamarino e a Paloma Sato abriram vagas para freelances de produtores de conteúdo e pro pessoal de animação e audiovisual. E, a novidade, para projeto que não tem relação com o Nerdologia.

Então não é apenas que novos atores estão entrando, mas o pessoal já estabelecido também está diversificando a atuação, criando novas frentes.

É chato que não tenhamos um índice, como há o PIB para medir o nível de atividade econômica, para medir o nível das atividades de divulgação. Pode ser que esses exemplos de que tenho conhecimento não reflitam o cenário geral, por exemplo. Se o cv lattes fosse mais amigável na sua aba de DC e alguém tomasse a iniciativa de monitorar a produção, poderia ser um indicador - ainda que mais restrito ao pessoal com algum vínculo acadêmico (boa parte dos jornalistas e gente sem ligação com a academia acabariam foram de tal índice).

Veja também:
Leonardo Carvalheira(Watson)/Dispersciência (07.fev.2019): Li "Darwin Sem Frescura" (de Pirula e Reinaldo) na íntegra.
Reinaldo José Lopes (12.mar.2019): "Darwin Sem Frescura", meu livro com Pirula, vem aí!!!.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails