PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Por que pesquiso? 5

Perguntei a alguns nobelistas sobre as motivações pessoais para pesquisar e a importância das ciências. O primeiro a responder foi Jack W. Szostak (um dos vencedores do Nobel de Medicina de 2009):

----------------------
GR: What is science? [O que é ciência?]

JS: Science is the ongoing effort to learn more about how our world works, through continuous exploration and careful testing of our ideas. By our world I mean everything from the physical universe to ourselves. [A ciência é um esforço em curso para se aprender mais sobre como nosso mundo funciona, através da exploração contínua e testes cuidadosos de nossas ideias. Por nosso mundo quero dizer tudo: do universo físico a nós mesmos.]

GR: How and why is science important to people in general? [Como e por que a ciência é importante para as pessoas em geral?]

JS: There are many reasons, from the practical (medicine, technology) to the more fundamental, such as the development of a rational approach to understanding how we came to exist and how we should act and live. Science enables us to live without superstition, and teaches us to live in a thoughtful manner, questioning ideas that others may wish us to accept without thinking. [Há várias razões, das práticas (medicina, tecnologia) às mais fundamentais, como o desenvolvimento de uma abordagem racional para compreender como viemos a existir e como devemos agir e viver. A ciência nos permite viver sem superstições e nos ensina a viver de um modo pleno, questionando ideias que outros podem querer nos fazer aceitar sem questionamentos.]

GR: What is your personal motivation to do scientific research? [Qual sua motivação pessoal para fazer pesquisa científica?]

JS: Its a lot of fun trying to figure out how some aspect of nature works, and actually making a discovery and gaining a new understanding is very exciting. [É muito divertido imaginar como alguns aspectos da natureza funcionam e fazer uma descoberta de verdade chegando a um novo entendimento é muito excitante.]
----------------------

Fiquem à vontade para fazer comentários, incluindo reparos sobre meu "broken english".

4 comentários:

Mônica Lobo disse...

"A ciência nos permite viver sem superstições e nos ensina a viver de um modo pleno, questionando ideias que outros podem querer nos fazer aceitar sem questionamentos."

Achei essa frase contraditória. Não acho que a ciência nos permite viver SEM superstições, apenas nos esclarece de maneira científica como um evento ocorre. Isso não deveria desmerecer toda a importância cultural que essas tais superstições tem. A ciência, creio eu, nos auxilia nessas desmistificações, nos ofecendo um ponto de vista diferente e, juntamente com o que aprendemos nas nossas vivências, nos orientar sobre as melhores decisões nas nossas ações. Se vivemos sem as superstições, ao invés de reconhecê-las como tais e atribuir seus valores devidos, não vivemos de maneira plena. E considerar que só a ciência importa, é impor que outros aceitem o que dizemos sem questionamentos.

none disse...

Oi, Mônica,

Eu interpreto a frase no sentido de que podemos viver sem depender de superstições.

Tampouco interpreto algo como "*só* a ciência importa". É que a pergunta foi "qual a importância da ciência".

[]s,

Roberto Takata

Mônica Lobo disse...

Não critico sua tradução ou interpretação do que ele disse, nem o próprio pesquisador, e sim o sentido geral do conteúdo das respostas...
Gosto de discutir essa questão da ciência como referência central que norteia nossas vidas. Ela é parte muito importante sim, mas defendo a ideia de integração entre a ciência _digamos "empírica"_ e outros saberes. Acredito que todos podem ganhar muito com essa integração.

none disse...

Concordo que não deva haver um embate, Mônica.

Mas sou reticente quanto à integração.

[]s,

Roberto Takata

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails