SOS - ESPÍRITO SANTO

Como ajudar as vítimas da enchente no Espírito Santo.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O que o Google nos diz sobre a interesse do brasileiro em ciência?

Voltando à ferramenta do Google Trends, podemos comparar os temas incluídos na pesquisa sobre Percepção Pública de Ciências do MCTI.

Algumas notas de precaução: O universo é distinto, a pesquisa do MCTI inclui uma amostra representativa de todos os brasileiros com 16 anos ou mais; o Google Trends inclui apenas os brasileiros com acesso à internet (por volta de 74 milhões em março de 2011; sendo em torno de 145 milhões os brasileiros com 15 anos ou mais em 2010) e, claro, que usaram o sistema de buscas da empresa (creio que se aproxime dos 100% dos usuários brasileiros de internet). E a motivação da busca não envolve apenas interesse/afinidade pessoal - as buscas podem se dar (e parece ser bem o caso de termos relacionados às ciências), p.e., para resolução de tarefas escolares e outras necessidades.

Mas as figuras abaixo comparam as buscas por 'ciência' e outros termos.


Para fins de comparação, em 2010, para a pesquisa do MCTI, os brasileiros responderam ter interesse ('muito interessado' ou '' interessado') por (entre parênteses o índice relativo de volume de buscas):
meio ambiente: 83% (3,30);
medicina e saúde: 81% (medicina - 4,40, saúde - 5,50);
religião: 74% (1,10);
economia: 71% (3,90);
ciência e tecnologia: 65% (1 - ciência, 3,50 - tecnologia);
esportes: 62% (16,5);
arte e cultura: 59% (arte - 7,00, cultura - 8,70);
moda: 44% (6,80);
política: 29% (1,40);

O gráfico abaixo plota os dados sobre o interesse declarado contra o volume de buscas sobre os temas. O ponto em vermelho corresponde à C&T (usando um valor médio para o índice de volume de busca entre ciência e tecnologia).


Não há nenhum padrão óbvio. Mas aparentemente valores intermediários de interesse declarado ligam-se a um maior volume de busca. Se esse padrão não for um artefato, uma explicação possível é que temas de grande interesse geram uma saturação de informação, diminuindo a busca ativa por mais detalhes; enquanto temas de baixo interesse não geram motivação para a busca.

Mas digno de nota que todos os temas apresentam um volume de busca maior do que o termo 'ciência' (ou 'ciências'). É de se perguntar se parte significativa do interesse declarado no quesito 'ciência e tecnologia' na pesquisa do MCTI não se refere mais à parte de 'tecnologia'.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails