PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Há uma crise nos blogues brazucas de ciências?

Não tenho nenhum levantamento sistemático maior. Segundo uma reportagem da Revista Pesquisa Fapesp (que só incidentalmente registra os números), de 210 blogues de ciência analisados, apenas 97 publicaram em 2013 (eles eliminaram da análise os blogues que, como o Gener Repórter, não mantêm um perfil do autor).

ODos blogues de ciência que acompanho mais de perto desde 2009 - muitos dos quais no Scienceblogs Brasil -, 100% tiveram uma queda substancial no ritmo de postagem. Verdade que a maioria era de pós-graduandos (embora nem todos): à medida em que chegam perto do fim do doutorado/mestrado ou entram na vida docente e de pesquisador contratado, o pouco tempo livre que teriam para blogar acabam consumido entre redação de tese e dissertação (caso, por exemplo, de Fabio Machado, do Haeckeliano), relatórios, trâmites burocráticos, cuidar dos filhos que chegam... Mas mesmo entre os que já eram profissionais contratados noto uma diminuição de ritmo.

Mesmo os perfis no twitter estão menos ativos. Não posso dizer muito a respeito da situação no Facebook - quase não acompanho por lá os divulgadores de ciência.

Átila Iamarino, do Rainha Vermelha, acha que é pelo envelhecimento dos blogueiros, enquanto os novos estão em novas mídias.

Rubens Pazza, do DNA Cético e do Rock com Ciência, pensa que pode estar a haver uma crise de ideias sobre o que blogar - em resposta à pergunta da Mariana Fioravanti (integrante do que podemos chamar de nova geração de blogueiros), do Polimerase de Mesa, sobre como ter sempre ideias para postagens - mas também integrante do grupo dos "sem tempo".

Eu pessoalmente tenho tido algum problema de tempo - entre trabalho e curso - e alguma falta de motivação: parte da vontade se dá justamente pela interação com outras pessoas que gostam da temática científica (parte da motivação e inspiração, no entanto, vem exatamente pelo curso - já que os colegas são cientistas e jornalistas de ciências). Há ainda uma crise jornalística (mormente econômica) que reduziu a cobertura de ciências,  mais uma fonte minha de tema e motivação. Além disso, há um certo acúmulo de escândalos envolvendo cientistas e publicações: fraudes, esquemas de citação cruzada e condutas reprováveis em geral - que causa uma certa desmotivação em mim.

E, então, meu par de leitores do GR, onde vocês têm publicado seu conteúdo de divulgação e/ou de onde vocês têm consumido tais conteúdos? Também têm notado uma diminuição no ritmo de novas publicações? Se você produz e tem enfrentado dificuldades, elas são de que natureza?

Upideite(01/out/2013): Carlos Hotta, do Brontossauros em Meu Jardim, comenta sobre o tema.
Upideite(01/out/2013): Mais uma linha de indícios de queda das postagens em blogues de ciência (agora em nível mundial): "The frequency of posts grew vigorously from the establishment of Research Blogging in November 2007, with the number of posts in 2009 doubling over 2008 [Fig. 1]. After a peak in 2010, in 2011 the number of posts declined to levels similar 2009." (via Luiz Bento FB.)
Upideite(01/out/2013): Aliás, acompanhe a discussão também no facebook de uma postagem de Carlos Hotta.
Upideite(01/out/2013): Rubens Pazza comenta no DNA Cético.

6 comentários:

Gabriel Monteiro disse...

Olá Roberto, boa noite! Gostaria de contribuir com seu artigo. A menos de um ano, um amigo que se formou comigo (biologia) tomou a iniciativa de criar um blog (www.PortalCiencia.org). No entanto Rodolfo queria envolver (a princípio) vários de seus colegas e amigos, como forma de estimular a divulgação de suas pesquisas e trabalhos. O blog, desde seu início tem caráter colaborativo. O blogue não contou em nenhum momento com investimento externo e foi se mantendo com propagandas do Google. O Blog cresceu substancialmente (para um ano de vida) e com o dinheiro arrecadado pelas propagandas lançamos um concurso de redações focando o ensino médio de escolas brasileiras, o tema proposto pelo blog é "o papel do pensamento científico num país democrático". Em suma, o ânimo dos colaboradores em publicar e ver o blog dar frutos só aumenta. Em meu caso, particular, me sinto estimulado a postar artigos envolvendo questões trabalhadas na especialização em Jornalismo Científico (Labjor - Unicamp), pois começo a lançar um olhar muito mais crítico a respeito da ciência e sua repercussão na sociedade.

Parabéns por suscitar essas discussões.

Forte abraço, Gabriel Monteiro.

none disse...

Salve, Monteiro,

Grato pela visita e comentários.

Claro, mesmo que o padrão sugerido de queda dos blogues seja verdade - o que ainda não está bem estabelecido (é mais uma sensação geral partilhada com alguns outros blogueiros, blogadores e bloguistas, ainda que com um ou outro indícios pinçados - mas nenhum levantamento sistemático para se testar efetivamente a hipótese), sempre se pode haver exceções.

Exceção ou não, é ótimo saber que o Portal Ciência esteja firme e forte e, mais, crescendo.

Acho que mais tarde farei uma compilação das respostas a essas perguntas que fiz.

[]s,

Roberto Takata

José Carlos Antonio disse...

Estamos ficando velhos e cansados. :)

none disse...

Salve, JCA,

Mas e os jovens descansados? Estão mesmo (quase) todos no facebook?

Grato pela visita e comentário.

[]s,

Roberto Takata

Luis Gustavo disse...

Eu estou no facebook.

www.singularidadebrasil.com.br

;)

none disse...

Salve, Luis Gustavo,

Você publica exclusivamente no FB?

Valeu pela visita e comentário.

[]s,

Roberto Takata

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails