SOS - ESPÍRITO SANTO

Como ajudar as vítimas da enchente no Espírito Santo.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Ruth de Aquino responde 8

ruth de aquino | RJ / Rio de Janeiro | 26/03/2009 11:28
CARO OSAME
Desculpe-me, caro Osame, mas onde está a arrogância? Não consigo encontrar esse sentimento ou comportamento em mim. Arrogantes são os que não dão espaço para que leitores se manifestem a favor ou contra. Tantos profissionais, jornalistas ou não, nem se dão ao trabalho de debater, de ouvir, de escutar quem discorda deles e se fecham em sua torre. Eu poderia ignorar todas as críticas. É raro que algum colunista se disponha a debater com leitores. O sr chama isso de arrogância? Além de responder a algumas críticas, elogiei e recomendei vários comentários postados no site. Como o sr deve ter percebido, há pessoas que pensam diferente do sr. E assim corre a vida. Com tolerância e respeito por opiniões contrárias.
Onde está a arrogância, Sra. Aquino? Que tal em: "Aliás, o que você faz? Qual é sua pesquisa?" (aqui), ou em: "Mas, por favor, não escreva 'encino'...O nome do presidente americano também está errado, mas isso é natural. Rankin também não se escreve assim. Afim também não se escreve junto. Você deveria estar distraído, não? Ou chateado, talvez? [...] O ensino de Português, por exemplo, é muito falho, não acha?"? (aqui) "Você entende essa sutileza lógica? Ou é preciso explicar? Não, não é preciso..." (aqui) (Dê-se o devido desconto porque são respostas a comentários mais agressivos - ainda que isso vá contra o: "Com tolerância e respeito por opiniões contrárias.")

Mas podemos falar em arrogância na medida em que quer, sem conhecimento de causa e sem ter lido os trabalhos, classificar estudos em inúteis, óbvios, preconceituosos. Não que as pessoas não tenham o seu sagrado direito à arrogância e, mais uma vez, opinião própria. Mas se falam sem saber muito bem o que dizem, é bom estarem preparados para críticas. Algumas mais ácidas.

Sim, há um ponto a favor da Sra. Aquino em liberar os comentários. Embora seja um certo tipo de obrigação moral a qual todos os que têm um canal de comunicação estão sujeitos.

"Eu poderia ignorar todas as críticas." - poderia no sentido de que é legalmente permitido, mas não é conviente do ponto de vista social. De todo modo, embora ela não ignore *todas* as críticas, ela tem ignorado as críticas mais objetivas: como a questão estatística ou a importância da contextualização da pesquisa.

"
É raro que algum colunista se disponha a debater com leitores" - não tão raro. Cito de cabeça: Hélio Schwartsman, Luis Nassif, Juca Kfouri, Reinaldo Azevedo, Eliane Cantanhêde, Ricardo Noblat, Fábio Seixas, Soninha Francine, Marcelo Leite. Mas enfim, não tira *este* mérito da Sra. Aquino - o que não faz com que se diminua o tamanho da bobagem do texto que publicou.

"[E]logiei e recomendei vários comentários postados no site" - é muita coincidência que as postagens elogiadas e recomendadas (esses "vários", que contei, foram quatro: aqui, aqui e aqui) sejam as que concordam com ela?

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails