PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Divagação científica: divulgando ciências cientificamente


É apenas um quadro-ensaio com uma proposta das relações entre as diversas modalidades de comunicação científica - com ênfase na divulgação científica. (Verdade que haveria modos indiretos de comunicação cientista/cientista, cientista/governo e cientista/empresa, mas não me parece, ao menos por agora, tão relevantes.)

Em sendo válida essa disposição, poderemos proceder à taxonomia das formas de comunicação, entendendo melhor os elementos que estão envolvidos no processo de divulgação científica.

Em um quadro mais amplo, inseriríamos essas relações dentro do que poderemos chamar de aculturação científica (ou, não sinonimamente, enculturamento científico), que envolve a formação de uma cultura científica em uma sociedade. A aculturação científica inclui a comunicação científica que é uma das formas intencionais de difusão científica, mas não se restringe a ela: abrange ainda outras formas intencionais não-verbais, além das formas não-intencionais que levam à propagação não apenas do conhecimento científico, mas também do modo de pensar científico (a cultura científica).

Farei outras postagens com mais divagações sobre o tema - procurando abordar métodos e processos científicos de divulgar as ciências: isto é, levar em conta os conhecimentos científicos acerca dos processos envolvidos na divulgação científica que possam melhorar sua eficiência; incluindo modos de se avaliar essa eficiência. O objetivo por trás é mais ambicioso - embora eu esteja consciente de que é algo para ser construído com um esforço conjunto e a longo prazo -, sistematizar tais conhecimentos dentro de uma teoria coerente de divulgação científica. (Creio que a minha esperança oculta é que, lançando ideias um tanto esparsas e desconexas, elas possam aglutinar-se quase que espontaneamente em tal teoria - talvez um fenômeno de polimerização com cada ideia concatenando-se a outra.)

Upideite (11/set/2009): a Dra. Audre Alberguini incluiu um trabalho de taxonomia na área de Compreensão Pública de Ciências em sua tese de doutorado. Alessandra Carvalho, do Karapanã, sugere consulta à tese de doutorado do Dr. Wilson da Costa Bueno.

Upideite (12/set/2009): Uma modificação do quadro apresentado acima, incluindo informações presentes na tese da Dra. Alberguini. Nota-se que não há uma alteração substancial e é compatível com a proposta inicial. Parece que a taxonomia é robusta.
Particularmente não gosto apenas da opção dos pesquisadores em denominar de "disseminação científica" à comunicação entre os cientistas. "Disseminação", em português, espanhol ('diseminación') ou inglês ('dissemination'), não tem esse sentido restritivo.
-------------
Parte 2, Parte 3, Parte 4, Parte 5, Parte 6, Parte 7.

2 comentários:

Alessandra - Lain disse...

A tese de doutorado do Wilson da Costa Bueno (USP,1984) poderia ser uma fonte para ajudar a organizar esta classificação. Foi nesse trabalho de Bueno que vi pela primeira vez uma tentativa de taxonomia da área.

none disse...

Obrigado pela informação, Carvalho.

[]s,

Roberto Takata

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails