PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Divagação científica: divulgando ciências cientificamente - 4

Dando prosseguimento ao assunto, abaixo minhas anotações do trabalho de Rosa & Martins 2007. Embora alguns usem sinonimamente divulgação científica e alfabetização científica, parece ser melhor considerá-las distintas; mas são ligadas, de modo que é interessante fazer um tratamento sobre isso. (Alfabetização científica é mais apropriadamente um tema de educação, enquanto que divulgação é mais ligada à comunicação. Claro que muito da educação depende da comunicação e é difícil imaginar um ato comunicativo que não envolva algum objetivo educacional - uma comunicação quase sempre envolve a transmissão de uma informação nova, o que também ocorre na educação. Mas não são sinônimos: uma peça publicitária de um produto é um ato comunicacional, porém geralmente não educativo.)

---------------------
Rosa, Katemari & Martins, Maria Cristina. 2007. O que é alfabetização científica, afinal? In: XVII Simpósio Nacional do Ensino de Física, 2007, São Luís, MA. Anais do XVII Simpósio Nacional do Ensino de Física, 2007.

Alfabetização científica: primeiro contato com as ciências;

Letramento científico (literacia científica): compartilhamento de uma cultura científica.

Vários autores usam alfabetização científica no sentido de letramento.

(‘scientific litteracy’)

Dimensões da alfabetização científica (Kemp 2002):

a) conceitual: envolve a compreensão e conhecimentos específicos; saber o que se sabe em ciências.

b) procedimental: envolve os procedimentos, processos, habilidades e capacidades; aplicação dos conhecimentos científicos na vida cotidiana.

c) afetiva: envolve emoções, atitudes, valores e disposições; gostar de ciências, ter interesse por ela.

Temas de trabalhos sobre alfabetização científica:


(Nota: figura original do trabalho de Rosa & Martins, 2007)

a) independência intelectual: habilidade de procurar informações e tomar decisões próprias, de avaliar conselhos de especialistas e de aprender ciências após o período de educação formal.

b) comunicação em ciências: habilidade tanto para interpretar comunicações científicas via mídia, quanto de realizar tais comunicações: entender e se expressar sobre ciências.

c) conhecimento conceitual: conhecimento de uma gama de disciplinas científicas e não de apenas uma ou duas.

d) natureza da ciência: compreender o conceito de hipóteses, evidências, o caráter tentativo das ciências, a falibilidade do empreendimento científico e sua constante autocorreção.

Um comentário:

Alessandra - Lain disse...

fiz um levantamento de nomenclaturas em 1996. Se vc quiser, me diz qual o email que te mando.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails