PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Hetero sapiens

Lineu (1707-1778) nos denominou Homo sapiens destacando a qualidade que considerava mais distintiva: o intelecto. Nisso se firmava em uma tradição antiga que remonta a pelo menos Porfírio (234?–305?) que, em sua árvore, colocava o ser humano como animal racional. Conquanto hoje se discuta não apenas se o ser humano é mesmo, afinal, racional, como também até que ponto outros organismos não apresentam um grau razoável de inteligência.

Mas o ser humano, destacamo-nos também sob outro aspecto: a nossa variabilidade comportamental e  ideológica (não apenas dentro da população, como em relação ao mesmo indivíduo).

Teóricos têm destacado diversos aspectos da natureza humana (algumas contraditórias entre si):
  • Homo biologicus - cunhado por Charles Elworthy (1993), descreve a necessidade de se entender os aspectos biológicos do ser humano (incluindo sua evolução) para se compreender sua sociologia (incluindo as atividades econômicas).
  • Homo oeconomicus - um agente estritamente racional e egoísta; o modelo preferido dos economistas clássicos e neoclássicos (dá até o nome de uma revista sobre o tema). Persky (1995) nota que o primeiro uso conhecido do termo data de Pareto (1906), mas pode ser mais antigo.
  • Homo faber - conceito filosófico criado por Henri Bergson (1911), do ser humano como fabricador de ferramentas. (Há que se notar que alguns primatas não-humanos também são capazes de criar ferramentas.)
  • Homo ludens - o jogo e brincadeira como um elemento gerador da cultura, notando-se que a brincadeira, estando presente em outros animais, antecede a humanidade. Termo inventado por Johan Huizinga (1938).
  • Homo reciprocans - surge como contestação ao H. economicus, sua motivação é a cooperação e o desejo de melhorar seu ambiente. Cunhado por Fehr and Gächter (1998), segundo Abbink & Herrmann (2009).

(Há uma lista bem mais extensa aqui, embora muitos dos termos pareçam não se aplicar à humanidade em sua totalidade.)

E você, que aspecto da natureza humana destacaria? E qual destacaria em você mesmo(a)?

------------
Já deu sua resposta ao enigma? Valendo um exemplar grátis de "O que é vida?" de Lynn Margulis e Dorion Sagan.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails